O Discurso do Rei: uma análise sobre a importância da oratória

Em nosso trabalho sempre nos deparamos com situações comunicativas que exigem de nós um bom discurso oral. Acompanhe a história de superação do rei George VI e aprenda a melhorar sua capacidade oratória na hora de uma apresentação.

A oratória e a confiança do público

O Discurso do Rei é um filme que retrata a trajetória do rei George VI, que se viu obrigado a assumir o trono inglês no início da segunda guerra mundial. Mas esse não era seu maior problema. George era portador de gagueira severa, fobia social e timidez — a ponto de não conseguir falar em público. Nada bom para um rei, não acha?

Para os súditos do Reino Unido, George era o líder, assim, eles esperavam de sua figura uma palavra de ordem ou de conforto. Com isso, não era admissível que o rei não soubesse ou não conseguisse dizer o que fosse preciso.

Lição 1:

A partir dessa situação percebemos que a aliança entre público e orador só se estabelece se o discurso for claro, objetivo e direcionado às expectativas do ouvinte. Se pensarmos no mundo do trabalho, a comunicação é extremamente importante, e quem utiliza a oratória precisa ganhar a confiança do público.

O discurso e o apoio profissional

Retomando o caso do rei George, ele foi criado por uma babá muito rígida, era canhoto e foi obrigado a escrever e pegar coisas com a mão direita. Esses são alguns fatos que favoreceram o aparecimento de sua dificuldade na voz e o transformaram em um homem tímido e portador de fobia social.

A fim de tratar a gagueira do Duque de York, ou Bertie, como era chamado na intimidade, Elizabeth, sua esposa, sugeriu que procurasse tratamento com um especialista. O profissional escolhido foi o fonoaudiólogo nada ortodoxo Lionel Logue.

Muito mais do que os métodos de choque utilizados para o tratamento da gagueira, o filme retrata a amizade entre Bertie e Logue, tida como ponto central da cura ou da segurança na fala do rei em seu primeiro discurso. Essa amizade, e os métodos não reconhecidos pela corte inglesa, levaram Lionel Logue a transformar o gago rei George VI num dos grandes oradores da época.

Lição 2

O que se aprende agora é que a ajuda de profissionais, como o doutor Logue, na hora de se preparar para um discurso, é um ponto central para ter sucesso na fala.

O Discurso do Rei e o dia a dia

A história do Rei George VI ilustra como os discursos são parte da rotina social e devem ser entendidos como elementos integradores entre o orador e a plateia, e não como fator de introspecção do sujeito. Vejamos um exemplo:

Toda vez que Joana se dirigia ao quadro negro para a apresentação de trabalhos de escola era ridicularizada por sua simplicidade e timidez. Isso a deixou cada vez mais apegada ao seu interior, sem conseguir se comunicar com clareza. Joana cresceu e precisou ser a porta-voz da empresa em que trabalha. E agora?

O trauma da infância de Joana, se for bem canalizado, servirá de impulso para que ela seja a oradora que todos esperam. Mas, caso isso não aconteça, será preciso que ela busque ajuda para melhorar seu discurso e se fazer entender.

É comum conhecermos profissionais que são excelentes, mas que não conseguem desenvolver todo seu potencial comunicativo. O diretor Tom Hooper, em O Discurso do Rei, consegue levantar elementos normalmente esquecidos por aqueles que tratam a gagueira. Muito mais do que uma pequena dificuldade de fala, está em jogo todo um processo de relacionamento interpessoal e de capacidade de encarar desafios.

Lição 3

Em O Discurso do Rei percebemos a importância de expressar-se bem — demanda que está presente em nossa rotina de trabalho, especialmente em reuniões e apresentações empresariais — e isso nos remete à necessidade de gerar impacto em determinado grupo, o que depende diretamente de uma boa comunicação. Uma figura, portanto, para exercer boa liderança, precisa dominar bem a oratória.

Identificou-se com as dificuldades do rei George? Gostou da análise e lições deste post? Compartilhe nas redes sociais este texto sobre a importância da oratória, assim mais gente saberá como melhorar seu discurso em apresentações corporativas!